16 setembro 2009

 

Dos dias em que a gente nunca diz o que tem que dizer

Meus diletos leitores permitam-me lamentar. Um lamento a mim mesmo, ao trabalho excessivo que me presto. Tudo isso porque não sei se me escravizo ou me escravizam. Sabem o que é trabalhar de manhã, à tarde e à noite? Acho que sim. Sabem o que é você está num dia em que tudo parece ser insuportável e “de repente, não mais que de repente”, como diria Vinícius de Moraes, chegar a sua coordenadora com “blá-blá-blá” pro seu lado e lhe chegar mil e um nomes feios à mente e naquele instante você se segurar para não despejar aquilo tudo nela? Pois é. Essa foi hoje. Não sei o que seria de mim hoje se não fosse este blog para me vestir de menininha que na flor da infância vê no seu diário o seu amigo mais íntimo.

É nessas horas que penso que, humanamente, empobreci muito quando deixei de lado a minha radicalidade, meu extremismo inesgotável. Quando deixei de ser radical percebi que me perdi na fronteira entre a humildade e o idiotismo. Todos que se submetem a respeitar uma pessoa porque o dinheiro está em jogo é um desgraçado. Fiquei com essa dúvida em mim: me submeti ou não? Pensei em momentos depois que não respondi a minha coordenadora: não lhe disse o que deveria ter escutado por que ela não merecia ou por que tive medo de perder o emprego? O dinheiro era mais do que minha paciência?

Acho que a crise de retidão que nos chega aos 25 anos de idade é bem pior do que a irresponsabilidade que nos deixa à vontade aos 15. Não sei não, mas creio que uma das formas de driblar certos contratempos como estes é levar as coisas bem menos a sério. A maioria das pessoas que é mais próxima de mim, ao estar lendo estas palavras doloridas talvez esteja me enxergando como um adolescente que brigou com a professora na escola porque ela lhe reclamou por ele está conversando muito em sala de aula. Em vista disso, não me prolongo. Dou um ponto final nisso. Eu poderia ir longe. Mas é só uma lamento. Uma frase inacabada, que nunca achará seu real sentido.

Comments:
Eu realmente não sei como é isso,mas imagino meu caro Wagner.Fico,realmente,frustrada quando a professora me reclama ao estar conversando demais.Mas se não fossem essas conversas eu não iria rir tanto como eu rio nas minhas manhãs infernais.Pra uma adolescente que faz o colegial,minha única motivação ao me acordar todo dia às seis da matina é realmente a responsabilidade.Eu imploro a ti,tire um dia na semana e seja radical,eu sei que você sabe como isso faz um bem danaaado pra alma!Precisando falar,estou aqui pra te ouvir! beijo estrelado
 
muito interessante o texto >>> parabéns <<<<<



Desentupimento Descupinização da Desentupidora Abba 24 horas 11 3481-9820 todos os dias da semana inclusive feriados

Descupinização e Desentupimento escolha certo é Abba. Uma das empresas novas que mais cresceu em São Paulo. Ligue e descubra porque somos referência no serviços que prestamos.
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?