17 agosto 2009

 

Quando se vestir for pouco

Pintura de Pablo Picasso

Olhava surpreendido. A minha vista recuou ao perceber um instante de cor que cobria todo o rosto. Um rosto que ora apresentava um contorno, ora abria em luz um feixe de suor. A boca parecia com um couro seco. Era pecado imaginar. Não fosse a ínfima diferença que me aturdia os olhos. Pois meus olhos não pediam nada. Eram tão sérios como uma gengiva sem dentes. Tão quietos como uma mão que dorme. A parte mais difícil que eu teria que executar era olhar. Não apenas olhar, mas perceber em cada gesto a culpa que tinha por não ter nascido com as mãos atadas, sem nada poder fazer. Porque nada pode fazer quem não entende o que é um gesto de quem não sente culpa.

Eu jamais teria ter que ter voltado ali com as mãos vazias como se nada quisesse dizer. Pois quem não tem nada dizer é melhor que morra. É porque no momento eu não estava disposto a roer minhas unhas e socar minhas mãos no bolso como quem deve a muitos. Eu tinha somente a frieza de ficar observando ele enquanto dormia. Pudesse passar ou não passar as mãos no sangue que tinha espirrado de seu braço o faria. Só não havia entendido porque não dei a liberdade de ser tomado por curiosidade tamanha.

Mas só de olhar me surgia uma ânsia de fome. Não uma fome das que espera por comida que forre o estômago. Mas uma fome que espera ser forrada por um estômago. Não era mal eu ter pensado em desistir, cobri-lo com um pano ou lençol e fazer de conta que não tinha ninguém ali. Porém era um pouco de mim que ali estava. Uma coisa meio “eu naquilo”, “aquilo em mim”. O pouco de mim que restava, estava ali. E eu não queria pensar que fosse de outra maneira. Pois foi pensando no que ali ia ficar que fui saindo, como quem se veste antes de tirar a roupa anterior.

Comments:
Oi querido!
To passando rapidinho pra te desejar uma linda semana...
e dizer que tem selinho pra você lá no meu blog, viu?

bj
 
Sempre ouvi dizer que mais vale um olhar que mais de mil palavras.

Adorei o texto, carregadinho de sentimentos e emoções.


Beijo grande^^_
 
E em qual veste é que estava essa fome que esperava ser forrada por um estomago?
 
Rs bom!!!!!!!!
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?