30 abril 2009

 

Apenas um “tloc”!



Existem barulhos que conseguem ser poéticos. Ou pelo menos interessantes. Cheguei à conclusão disso quando, indo para o trabalho, vi uma mocinha de aproximadamente uns 17 anos tentando com dois dedos (indicador e médio) puxar a calcinha que lhe entrava sei lá em que partes. Sei apenas que aquele barulhinho “tloc”, da calcinha sendo puxada foi por demais interessante aos meus ouvidos. A bem da verdade, não posso dizer que a calcinha estava entrando em lugar algum. Mas se não estava entrando, pelo menos se fazia apertada. Muito apertada ante sua geografia íntima. [prometo aqui não perder o fio do raciocínio, pois estou retomando este texto um dia depois. Visto que na hora que estava o escrevendo, no trabalho, o patrão me chamou]. Também seria demais afirmar em que canto apertava. Sei que paralelamente ao “tloc” houve uma leve inclinação de suas nádegas, como se barulho e inclinação suspendessem os dedos que tentavam largar a calcinha que apertava talvez as suas “vergonhas”, como diria Pero Vaz de Caminha. De tudo aquilo que conseguiu me chamar atenção, apenas o “tloc” da calcinha sendo puxada, por cima de seu short, foi mesmo a personagem daquela minha manhã. Ah, se Deus soubesse o quanto um “tloc” desse faz bem à vida um homem!

Comments:
de quantos "tlocs" um homem precisa pra ser feliz num mundo capitalista?
 
basta um.
que seja bem aproveitado.
e guardado.
 
Sem comentários!kkkk
 
bixo, realmente esse tloc faz toda a diferença na vida do homem viu.......
isso faz ver beleza emmomentos tristes....vlw o texto!
 
Bicho safado.
 
q perigooo
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?