08 novembro 2008

 


Capa do Suplemento Cultural do Diário Oficial do Estado


Dos escritores contemporâneos

O Brasil tem nos rendido excelentes escritores – embora alguns leitores anêmicos duvidem deste fato. Dos muitos escritores contemporâneos que tenho lido, percebo que a quantidade arrebatadora dos bons são autenticamente pernambucanos. Só para citar três destes grandes do presente: Luzilá Gonçalves, Raimundo Carrero e Gilvan Lemos. Acerca deste último, tenho tomado uma paixão especial pelos seus escritos. Sobretudo pelo livro o qual atualmente estou lendo, Os pardais estão voltando, publicado em 1983, ano em que o Brasil ainda fervilhava nas mãos de uma ditadura. Transcrevo então um trecho do livro, e desde já sugiro a leitura desta grande obra deste grande escritor nascido em São Bento do Una (Agreste pernambucano):

– Veja como é devassável o trabalho do escritor, irreconhecido seu esforço, seu sacrifício de anos, meses, dias e horas de dedicação. Vem um sujeito que nunca leu um livro na vida, apanha um dos meus: Esse autor eu conheço, é de lá da minha terra. Lê-o e de imediato encontra uma infinidade de defeitos. Uma situação, por exemplo, que levou meses a ser criada em concordância com o enredo, passa-lhe de raspão pelo entendimento, recebe-lhe a crítica fulminante: Mas não pode ser assim, ninguém agiria dessa maneira.[...] Não compreendem que ao autor interessa a criação, o espírito da obra, o que lhe penetra a sensibilidade, não apenas a reprodução de fatos reais, existentes, prontamente acabados, encontradiços em qualquer cidade do interior.

Comments: Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?