06 fevereiro 2008

 

A MORTE DE HITLER E DE EVA BRAUN


Já havia passado à hora do almoço. Sem espaço largo para a cesta. Houve apenas pouco tempo para formalidades ou despedidas de qualquer ordem. O ambiente já deixava subir a brisa de um suicídio que parecia manifestar-se já nas primeiras horas daquele dia. A tarde já estava bastante avançada. Céu pesado. Tudo já havia sido pensado. Bem pensado. Recolheram-se a seus aposentos: ele e sua esposa, Eva Braun. Trancaram-se. Os que na sala ficaram, fingiram se enganar sobre o que era incondicionalmente esperado. Uns se olhavam tentando dissimular os nós nas gargantas, outros pareciam querer se enganar e fazer de conta que era apenas um pressentimento tolo que os atormentava. Todavia, o ar de desgraça por natureza já vivia entre eles. Ferrenhamente.

Deu-se, portanto, um bom tempo. Ouviu-se o estalo forte de uma bala estourar quarto adentro. O cheiro de pólvora brotava como flor primaveril. Pronto, era o fim. Ao entrarem no quarto estava Hitler com a cabeça esfacelada, com o crânio aos pedaços, numa mistura de miolos e sangue que se espalhava por toda a alvura do piso branco do quarto. Morta também estava Eva: não encontraram sequer arranhão em seu corpo; contudo, percebia-se um leve fio líquido de cianureto que pouco umedeceu seus lábios: o veneno fatal a fizera morrer com o cenho franzido em meio a um semblante de agonia. Os que se faziam presentes diante daquela cena, mantiveram seus olhos estáticos a cada detalhe lúgubre que aquela situação apresentava.

Assim, os defuntos foram ligeiramente envolvidos em um tecido largo, impregnado de cera, e foram transpostos para o pátio. Lançaram gasolina nos corpos, formando um só corpo ao atearem fogo. Com isso, formou-se uma pira tal qual as fogueiras que os antigos incineravam cadáveres. Desta feita, ao redor dos corpos que ardiam no fogo, era prestada uma silenciosa homenagem como se fosse a última saudação fascista aos olhares estanques que emanavam dos que arrodeavam o fogo, vigorante.

Comments:
Covardes eles foram!!!
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?