12 março 2007

 

- COISAS QUE A GENTE NÃO PÕE O DEDO -


DO MAR

O mar é uma infinidade
de gotinhas brincando
de viverem sempre juntas.

Comments:
Lendo o texto anterior, interessante como necessitamos medir o tamanho das emoções, explicá-las, traduzí-las. Emoções se sentem e basta. Sentimento que carece de muita explicação é duvidoso. O fim de uma relação é sofrido porque somos apegados a companhia do outro, aos gestos do outro, ao hábito. É muito difícil realizar o desapego. Acho que o amor morre no susto.
Talvez tenhamos o desejo de ser como o mar, gotas brincando de viver sempre juntas.
Bjs Wagner
 
Ai que texto fofo! Amei!

Parabéns!

Beijos! ;)
 
Wagner,

O acaso e a Márcia me trouxeram aqui.


Deliciosamente..

Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.


Abraços, flores, estrelas..
 
.... Assim como as pessoas, né, Wagner?!!! :O)

Beijos, querido e boa semana

MM

ps: será que as lágrimas são salgadas por isso? rs*
 
Primeiro eu leio um poema sobre infância e depois eu leio isso!

O que mais preciso ler pro dia ficar perfeito!?

Beijocas...
 
definitivamente, gosto de seus poemas.......... abraços
 
Uma infinidade do que nem sempre sabemos..
 
é isso!
muito bom!


beijo!!
 
Que coisa mais doce de se ler...
 
olá pessoa... adorei o blog... apareça mais vezes lá pelo ócio, presenças pernambucanas são muuuito bem vindas... abraços
 
Que saudade daqui, da sua suavidade ao tecer versos que já nasceram prontos. Inspiração.

Beijo enorme.
 
extremamente objetivo! amei. beijoss
 
... e o mundo é um mar de gente que não sabe brincar.

Abrçs.
 
gotas doces e infindas...

gostei daqui, de tua poesia também.

sempre bom ler palavras que brincam como as gotas do mar.

;**
 
me lembrou um pouco de quintana. um abraço. ;)
 
eu tenho o mar
na sminhas entranhas.
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?