25 fevereiro 2007

 

ENCOBERTAMENTE

Acho que por falta de quedas ela se sente quase em paz. Um pouco leve. Dói a ela aceitar o que a engole. No entanto, suas mãos não suam. É coisa tola. Não aceitou que o simples a incomoda. Mas está aí. Firme. Se algo a incomoda, por que não faz barulho? É moda calar? Não se sabe. Ela vem. Sem cicatrizes nas mãos. Leve. Sem aceitar nada. Ela cala. Sem está aí. Sem engolir nada. Firme.

Comments:
vai ver que ela está de luva.
 
Parace que ela vive com o incômodo, se habituou.

Beijos!
 
Eu não me habituo. Suo nas mãos quando sou engolida pelo escuro.
 
...a produção por aqui continua de vento em popa!

... que bom, pra nós, leitores!
 
E por tantas quedas, eu já me sinto quase em paz. Só porque parece que pessoas não irão mais me derrubar.
?
Té parece, né?

Concordo com seu comentário no Borboletras.

Beijo.
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?