31 outubro 2006

 

JOSY E A POESIA REVELAM A BAGATELA QUE SOU


Nunca duvidei do silêncio das pessoas. Sobretudo, do silêncio das pessoas que se inclinam às letras e parecem calar frente à zoêira da vida. Geralmente são assim: pessoas de alma elevada, ou têm boas idéias, produzem textos (engavetando-os ou não), ou ainda, pessoas surpreendentes em sua essência. No caso de Josileide – colega minha de Faculdade – ainda não soube ao certo acrescer o que posso esperar dela além de uma Grande poetisa. Pois, nesta postagem o leitor se convencerá disso ao ler o soneto exposto abaixo. Não sei também se ela tem alguma pretensão literária. (Talvez isto pouco importe). O fato, é que minha empatia por seu soneto, nasceu de forma natural, na oportunidade de trabalhos realizados na Faculdade, dentro da disciplina de Literatura Brasileira II, quando estávamos estudando o Romance indianista de Alencar. À vista disso, houve uma solicitação do professor: produzir um texto qualquer sobre Iracema. Ao lavrar este soneto e ao lê-lo, confesso que Josy conseguiu estuprar-me os ouvidos. Como canção de vaqueiro à boiada. Primeiro, o que me fisgou é que não sou de sentir e tampouco gozar ao ouvir poemas líricos; depois, sem querer tirar os méritos demasiados da fulgura sentimental que o soneto carrega, não me enterneço com poemas de amor. Mas aconteceu. Prova de minha insignificância frente à força da poesia. Deixando esses detalhes de lado, é melhor que o leitor desfrute logo deste exímio texto. Sem delongas, vamos ao soneto:


SONETO À VIRGEM


Oh doce virgem das matas
Que graça emanas tão pura?
Quiçá em gentil formosura
A ira da terra exaltas!

Da guerra, tua face é poema
Rompendo o lascivo desejo
De ter-te na fúria de um beijo
Suave matiz de açucena!

Se o sangue que ousaste jorrar
Fizera em teu peito ecoar
Um ínfimo instante de dor

Não temas virgem, não finda!
Ecoa mais forte ainda
O som de teu trágico amor.

(Josileide Ferreira)

Comments:
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 
ô Josy."J.M"
 
DEPOIS APARECE´PRA GENTE COLOCAR TEUS COMENTARIOS PARA N CONVENIADOS AO BLOGGER. FALOW, Ô JOSY RSES
 
Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?